EUROPA - Península Ibérica -

Escribe: GauchoBR
Nossos planos eram de conhecer a Europa de uma só vez, porém , como temos bastante tempo, vamos fazê-la por partes. Na primeira etapa, fizemos apenas dois países: Portugal e Espanha. Razão para conhece-las em primeiro lugar ? Portugal é nossa terra-máter ! Parte da cultura vigente no Brasil é aquela trazida pelos portugueses, quando chegaram a terra " onde tudo dá...". Portugal é "causa" e " efeito". A Espanha, pela facilidade de linguagem, ainda mais para nós do Rio Grande do Sul.

 

   Enviar a un amigo   

 
1 2 Capítulo 4 6 7 ... 15

Portugal ---- COIMBRA

Coímbra, Portugal — miércoles, 31 de octubre de 2012

01 de out. – segunda-feira / 6º dia              LISBOA       

           Pela manhã fomos de ônibus, até a CP – Cia de Trens portugueses, na Estação de Santa Apolônia, para comparar as duas passagens para amanhã, às 9,30 horas, com destino à Coimbra. O custo foi de 19,00 € cada uma.

          Após caminhamos da Estação de Santa Apolônia até o Centro Histórico, conferindo algumas atrações que deixamos para trás, na Cidade Baixa, como a Casa dos Bi cos e a Igreja de Nossa Senhoria da Vitória, cuja construção data de 1147 e que o terremoto de 1755 quase a destruiu, deixando somente de pé, as pilastras que sustentam o prédio até hoje, mesmo bastante danificadas.

          Depois fomos até o Shopping Amoreiras, pouco distante do Centro Histórico, para almoçar e retornamos após, ao Centro Histórico, de ônibus.

          Fizemos então o derradeiro passeio, para esta etapa de viagem, fazendo o circuito do Bairro Alto, próximo à Estação do Rossio, que fica na Praça do mesmo nome e que foi construída em 1200 ! A Praça, ao início foi conhecida como “ Praça D. Pedro IV” e também como a ”Praça do Tonto “, em função da visão que tem-se do piso da Praça, em  pedras portuguesas em preto e branco, que criam uma imagem, ondulada,  em 3D, daí o nome popular.   
        
           Fomos à Igreja de São Roque, Igreja de Nossa Senhoria de Loretto (ou Igreja dos Italianos), Igreja de Nossa Senhoria da Encarnação, com muito ouro ( do Brasil! ) ,  Praça Luís de Camões, Largo do Chiado, Basílica dos Mártires , construída em 1147, destruída pelo terremoto de 1755 e reconstruída logo após, Teatro São Carlos, Igreja de São Domingos (1147), Teatro de D. Maria II (1840).

         Caminhamos bastante e estamos cansados. Retornando ao hotel passamos em um supermercado – Pão de Açúcar – !

 
02 de out. – terça-feira  -   7º dia  /  Lisboa – COIMBRA

           Lisboa está em greve. Vários serviços estão paralisados. Os trens, bondes,(elétricos), serviços públicos, comércio começaram seu trabalho duas horas após o horário normal. Não há garantia de transportes públicos, coletivos. Já está anunciada a greve geral nacional, para o próximo dia5 de outubro, sexta-feira.

         Saímos de Lisboa com destino à Coimbra às 9,30 horas e a chegada estava prevista para as 11,31 minutos. E foi! E no Brasil ainda falam nos e dos portugueses de forma pejorativa.  Comparados a eles, neste caso, estamos atrasados algumas décadas.

UM POUCO SOBRE COIMBRA

Coimbra é conhecida com a cidade mais romântica de Portugal. Sua população é estimada em 150 mil habitantes e uma área de 320 km2. É banhada pelo Rio Mondego e é considerada uma das mais importantes cidades portuguesas, devido a sua infraestrutura, organizações e empresas , além de  sua importância histórica e a sua posição geográfica.


            É conhecida historicamente como “cidade universitária”, por causa da Universidade de Coimbra, fundada em 1290 e que conta atualmente com mais de 30 mil estudantes, muitos deles brasileiros.

            Ao chegarmos a Coimbra, perguntamos aos funcionários da CP, empresa de transporte coletivo ferroviário sobre a anunciada greve e nos responderam vagamente:. “Talvez nos próximos dias, em alguns horários, não haverá trens “.

            Fomos direto ao Hotel Domus, localizado no centro da cidade, numa ruazinha estreita, sem acesso de veículos automotores. A diária é de 45,00 €. Mas é bem legal, com ar condicionado, TV a cabo, limpo! Fomos muito bem recebidos pelo pessoal.

             Logo saímos para fazer nossa caminhada de reconhecimento e verificar o que temos para ver na cidade. Fomos ao Centro de Informações, onde nos cobraram pelo mapa turístico da cidade. Apenas 0,20 cêntimos de Euro. A alegação é de que estão cobrando para reduzis às despesas e, consequentemente, aumentar as receitas. Todo o país está em crise. A taxa de desemprego de Portugal, no mês de agosto,  a última disponível, foi de 15%. É muito alta para os padrões portugueses.  Já é visível a presença de desempregados, pois encontramos alguns pedintes, nas ruas

            Fomos à Universidade de Coimbra, que foi fundada em 1290 em Lisboa e transferida para o Paço Real, em Coimbra, em 1537. O conjunto artístico-arquitetônico do complexo da Universidade é magnífico. A Porta Férrea, na entrada nobre da Universidade, data de 1634; a Via Latina, edificada no Sec. 17; a Torre do Relógio, em barroco mafrense da Escola do  Ludovice,  erguida em 1728; a Biblioteca Joanina, de estilo barroco, edificada no Reinado de D. João V, foi construída em 1717, em Portal Barroco, encimado pelo Escudo Nacional e interior formado por três salas comunicantes por arcos de estrutura idêntica à do Portal.

            A Biblioteca contém aproximadamente 250 mil obras, privilegiando as áreas do Direito, Teologia e Filosofia; a Capela de São Miguel data de 1517;Sala dos Capelos, antiga sala do Trono, remodelada  em  meados do Sec. 18, pelo Mestre Antônio Tavares. Atualmente utilizada para as solenidades e cerimônias acadêmicas; Prisão Acadêmica – fruto da condição privilegiada da Universidade, instalada a partir de 1593, em aposentos sob a Sala dos Capelos. Terminada em 1773,transferida para um dos pisos inferiores da Biblioteca Joanina é a única cadeia medieval ainda existente em Portugal;  Igreja da Sé (velha), foi erguida em 1162, tem o claustro gótico mais antigo de Portugal e seu  conjunto de escultura é dos Sec. 12, 14 e 16.

           As Capelas do Sacramento e de São Pedro são do Sec. 16; A Igreja da Sé Nova foi fundada pelos Jesuítas em 1598, com a fachada construída em duas fases: a primeira em linha clássica e a segunda em Barroca. O retábulo da Capela-Mor em talha dourada do Sec. 17; Tudo magnificamente preservado; Arco da Torre de Almedina, cujas muralhas estendiam-se por mais de 2,5 km, constituindo um poderoso sistema defensivo, e que conhece como o acesso principal à parte alta da cidade.

          Outras Igrejas – todas próximas uma às outras: São Tiago (Sec. 12), São Bartolomeu (Sec.10), Mosteiro de Santa Cruz (1131), Igreja do Carmo (1597  - em precário estado) , Igreja Nossa Senhora das Graças (1543, também em péssimo estado), fundada por D. João III, Convento de Santa Clara (Velha – 172 e Nova, do Sec. 16 e 17, Igreja de Santo Antonio dos Olivais, já existia como convento no Sec. 12, e aqui ingressou Santo Antonio, em 1220

           Já compramos nossas passagens para amanhã, com destino a Porto, no trem das 11, 31 horas, ao custo de 26,00 € para nós dois.


Opiniones:

Mi calificación promedio:
  •  
Servicio    
Ubicación    
Limpieza    
Precio/calidad    

Residencial Domus

Alojamiento: Bed & Breakfast en Coímbra, Portugal

O Residencial Domus está localizado numa pequena rua, sem acesso de veículos, em pleno centro histórico da cidade. O atendimento é mjito bom,com serviço capacitado e preço com excelente relação de custo/benefício.

Tipo de viaje: Placer, Vacaciones | Ideal para: Parejas, Con amigos, Solos y solas


Publicado
Modificado
Leído 523 veces

    Enviar a un amigo

1 2 Capítulo 4 6 7 ... 15
 
 


 

COIMBRA - Igreja de São Tiago, Sec. 12

   

Capítulos de este diario